Evaldo Vilela é o novo presidente do Confap

Tatiana Nepomuceno - 15-03-2019
895

Foto: acervo FAPEMIG



O Conselho Nacional de Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap) tem novo presidente. Em eleição realizada hoje (sexta-feira 15), durante o Fórum Nacional do Confap, que ocorreu entre os dias 14 e 15 em Brasília, o presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (FAPEMIG), Evaldo Vilela, foi eleito por unanimidade


Evaldo Vilela substituiu a ex-presidente Maria Zaira Turchi (2017/2019), cujo mandato termina neste mês. “Este é um momento de transição no Confap, em que nossa presidente deixa o cargo, após dois anos de mandato, e agora eu assumo como novo presidente. É uma honra muito grande e ao mesmo tempo um desafio enorme, além de uma oportunidade de projetar a FAPEMIG no âmbito daqueles que dirigem o Confap para termos acesso a oportunidades na esfera federal e estadual”, declara Evaldo. “Afinal de contas, a FAPEMIG é a segunda maior Fundação de apoio do Brasil”, complementa. 


Vilela estará à frente do Conselho pelos próximos dois anos. Segundo ele, o objetivo será dar continuidade e concretizar as ações já implementadas, mas também trabalhar para uma maior articulação entre as vinte e seis Faps do Brasil. "Esperamos que as dificuldades financeiras enfrentadas pelos Estados brasileiros sejam superadas e que seja possível colocar a CT&I como valor para a sociedade brasileira, movimentar a economia e desenvolver novos produtos e processos com base em tecnologia e ciência. Criar riqueza e renda para a nossa população”, finaliza. 


Evaldo Vilela

Formado em Agronomia pela Universidade Federal de Viçosa. É Mestre em Entomologia pela USP e PhD em Ecologia pela Universidade de Southampton, Inglaterra. Realizou pós-doutoramentos nas Universidades: da Califórnia-Berkeley (EUA), de Nuremberg-Erlangen (Alemanha) e Tsukuba, Japão. É Pesquisador 1A do CNPq, com mais de cem artigos científicos referenciados e 40 mestres e doutores orientados.


Foi Presidente da Sociedade Entomológica do Brasil e da Sociedade Brasileira de Defesa Agropecuária. É membro titular da Academia Brasileira de Ciências. Foi membro da CTNBio/MCTI. Atua em Comitês de Assessoramento do CNPq, CAPES e FINEP e é membro do Fundo Setorial do Agronegócio – CTAgro/MCTI. Membro da SBPC, do Programa de Empreendedorismo SEED, do Governo de Minas e do Conselho Científico do UNESCO-HIDROEX Centro de Excelência em Águas.


Foi Diretor da Fundação Arthur Bernardes de Apoio à UFV (1994 a 1999) e Reitor da UFV (2000–2004). Integra o Programa de Pós-Graduação em Entomologia da UFV e é coordenador do projeto INOVADEFESA, financiado pelo CNPq e MCTI, bem como do projeto INOVAMINAS, financiado pela FINEP. Integra o programa DataViva, do Governo de Minas Gerais com o Media Lab MIT. Foi Secretário Adjunto de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior de Minas Gerais (2007 – 2014) e Diretor de Ciência, Tecnologia e Inovação da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais – FAPEMIG (março a dezembro de 2014).