Empreendedorismo e inovação na UFV

Léa Medeiros | Diretoria de Comunicação Institucional da UFV - 12-04-2019
105

Foto: Diretoria de Comunicação Institucional da UFV

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (FAPEMIG) promoveu nesta quinta-feira (11), na UFV, um workshop para apresentar o programa Desafio de Empreendedorismo do Legado Acadêmico (DELA). O programa tem como objetivo promover a formação empreendedora de mulheres que são bolsistas de mestrado e doutorado da FAPEMIG.

O workshop aconteceu no auditório do Departamento de Letras e contou com o apoio da Incubadora de Empresas de Base Tecnológica do CenTev. Segundo a líder do projeto, Yale Soares, o evento busca sensibilizar as pós-graduandas, incentivando-as a transformarem pesquisa e inovação em negócios promissores.  Nesta primeira etapa, o público conheceu as histórias de quatro pesquisadoras da UFV que fazem ou já fizeram parte da Incubadora de Empresas do Centev: Monique Eller (professora da UFV), Natália Gonzaga (Pig Pork Solutions), Fernanda Schulthais (WGV Agroconsultoria).

Enquanto as mulheres já dividem com os homens a porcentagem de publicações científicas, ainda são muito tímidas em transformar idéias e projetos de pesquisa em negócios. Para Danielle Leonel, do  Núcleo de Tecnologias e Gestão da UFV, a formação é importante  para assumirem também cargos gerenciais no Brasil.

A representante do Centev, Jucélia Lopes apresentou ao público as possibilidades de cursos e programas de fomento à inovação. Também participou do evento a professora do Departamento de Letras, Débora Zuim, incentivadora do empreendedorismo entre estudantes da UFV.

As edições-piloto do Dela ocorrem também em outras cinco cidades: Belo Horizonte, Lavras, Montes Claros, Juiz de Fora e Uberlândia. As pesquisadoras interessadas poderão participar, nos meses de maio e junho, na UFV, de mais sete módulos de formação com temas como modelagem de negócios, propriedade industrial, futurismo e comportamento empreendedor. O Dela visa formar mulheres interessadas também em participar de um edital que irá apoiar 60 ideias que tenham potencial para negócios inovadores em Minas Gerais.