Parque tecnológico é creditado por instituição internacional

Téo Scalioni - 15-05-2020
811

Parque Tecnológico de Viçosa (tecnoPARQ), vinculado à Universidade Federal de Viçosa (UFV), buscou  e conseguiu a creditação junto à European Network of Research and Innovation Centres and Hub (ENRICH) no Brasil. A entidade, que tem como finalidade incentivar e facilitar a cooperação em pesquisa, tecnologia e empreendedorismo, apoia e fortalece agentes ao longo de toda a cadeia de valor da inovação. Agora, tem também em seu portfólio o tecnoPARQ, que vai oferecer networking com pesquisadores, conexões com investidores e grandes empresas, orientações para acesso a visto, dentre outros serviços

Com o credenciamento, o tecnoPARQ poderá ampliar as possibilidades de atração de novas empresas da União Europeia com o interesse em realizar negócios ou se instalar no Brasil. Com a creditação, o tecnoPARQ ganha maior visibilidade no mercado europeu e pode, assim, estabelecer diversas parcerias internacionais, como uma plataforma que favorece o processo de inovação.  Além disso, tem o potencial de aumentar a cooperação para o estabelecimento de projetos de pesquisa e desenvolvimento entre a UFV e as empresas vinculadas ao tecnoPARQ e outras organizações europeias, contribuindo para o processo de alavancagem da inovação tecnológica, fundamental para a competitividade das empresas e do Estado.

Segundo Adriana Ferreira de Faria, Diretora Executiva do Centro Tecnológico de Desenvolvimento Regional de Viçosa (CenTev/UFV), a creditação trata-se de uma grande conquista e um importante passo para a internacionalização. “É o reconhecimento, por parte de uma instituição de renome, vinculada à União Europeia, de que o Parque é capaz de fornecer suporte e serviços de qualidade a pesquisadores, startups e empresas que desejam entrar no cenário brasileiro”, comemora. 

Para o credenciamento, o tecnoPARQ submeteu-se ao processo de creditação composto por quatro fases: aplicação junto à ENRICH; aceite da aplicação pelo Comitê; auditoria in loco por um especialista; e avaliação final do Comitê. Como explica Adriana, apesar das dificuldades inerentes de uma creditação, a decisão  foi um desdobramento natural da diretriz estratégica de internacionalização em função das necessidades de aprimoramento das ligações de inovação e novos negócios entre o tecnoPARQ e a Europa. “O processo é rigoroso, com critérios e requisitos bem definidos, que garantam a excelência de um soft landing hub de classe mundial”, conta ela, reforçando que os requisitos do credenciados são estabelecidos com base no potencial da organização de oferecer soluções ligadas a ciência, tecnologia, inovação e negócios.

Inovação universitária

O tecnoPARQ foi criado com o objetivo de auxiliar a criação e o desenvolvimento de empresas de base tecnológica, sobretudo a partir de tecnologias desenvolvidas no âmbito da UFV. Além disso, visa atrair empresas para o seu ambiente, contribuindo para criação de novos empregos e renda de qualidade, o que tem potencial para movimentar a economia, incluindo os setores tradicionais. “Apoia a criação e o desenvolvimento das empresas, oferece, sobretudo a startups e spin-offs, um ambiente que favorece o fortalecimento e ampliação de suas competências, tornando-as sustentáveis e competitivas num cenário nacional e internacional”, explica Adriana. 

 A diretora do CenTev lembra que a UFV sempre foi protagonista e líder na promoção da pesquisa científica, da inovação tecnológica e do empreendedorismo, com vistas ao desenvolvimento sustentável e inclusão social.  Segundo ela, a política de inovação da UFV, formalmente aprovada pelo o Conselho Universitário, foi desenvolvida à luz do novo marco legal de ciência, tecnologia e inovação, promovendo cada vez mais o esforço de transformar capital intelectual em desenvolvimento. “Está em nossos valores e princípios, na práxis acadêmica, apoiando o estabelecimento de projetos de interação com os setores produtivos e aqueles com potencial de criação de novas empresas de base tecnológica, que gerem emprego e renda de qualidade, mas sobretudo melhoria da qualidade de vida das pessoas, com vistas ao desenvolvimento sustentável”, garante. 

 A ENRICH no Brasil faz parte do projeto Centro Brasil-Europa para Cooperação em Inovação e Negócios (CEBRABIC), financiado pela União Europeia através do Horizon 2020 Research and Innovation Framework Programm. A ENRICH, além da Europa, oferece serviços para conectar organizações europeias com Brasil, China e EUA.