Startup possibilita consultas jurídicas de forma gratuita

Téo Scalioni - 29-05-2020
423

A tecnologia já tinha aparecido para auxiliar pessoas a entenderem algumas questões jurídicas. São muitos os sites ou aplicativos que ajudam com dicas e informações para quem tem dúvidas legais antes mesmo de vislumbrar um processo judicial. No entanto, a quarentena potencializou ainda mais isso. Foram grandes as mudanças e transformações em todo mundo, no qual cidadãos, a maioria deles isolados em casa, se viram com dúvidas em busca de saberem sobre determinados direitos.

Com isso, algumas dessas plataformas tiveram grande aumento na procura para ajudar pessoas com dúvidas na área do direito. É o caso da startup Dubbio, uma ferramenta que além de disponibilizar conteúdo de fácil compreensão na esfera jurídica, conecta pessoas a advogados de todo o Brasil caso queiram levar adiante a ação judicial.  E justamente devido a pandemia, a startup prevê um crescimento de 100% este ano. Tanto que  hoje, a empresa conta com mais 100 mil acessos mensais,  já foi visitada por quatro milhões de pessoas e possui uma base de mais de 150 mil advogados cadastrados. 

Como era de se esperar, a área trabalhista é a que mais tem sido acessada durante o período, devido ao grande volume de demissões ocasionados pela pandemia. Apenas para contextualizar, de acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged),apenas em abril, foram fechados 860,5 mil postos de emprego formal, o pior resultado para um único mês em 29 anos. Só no setor de bares e restaurantes, por exemplo, segundo a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) cerca de 350 mil postos foram fechados em abril, e estima que os cortes possam chegar a mais de 1 milhão em maio, o que deve resultar em inúmeras ações judiciais. 

Com isso, muitas dúvidas, principalmente ligadas aos direitos trabalhistas surgiram e as pessoas passaram a buscar informações sobre o assunto. “A Dubbio é uma maneira bem simplificada  para ter o primeiro contato com um advogado, principalmente, neste momento que o País está enfrentando, no qual as pessoas estão com muitas dúvidas em relação a diversos direitos”, comenta Tomaz Chaves, fundador da Dubbio.

Segundo ele, o site reúne informações jurídicas que vão desde temas como renegociações de contratos, divórcio, questões trabalhistas, até os mais variados assuntos do direito. Tomaz lembra que a ideia de criar a Dubbio surgiu quando exercia trabalho voluntário como advogado para uma ONG, fazendo parte do conselho administrativo e via a falta de acesso à informações legais, principalmente para as pessoas de renda mais baixa. “Isso  impede que o cidadão saiba quais são os seus direitos e dificulta o acesso à justiça. Essa constatação que eu observei durante anos, me motivou a criar uma plataforma, para ajudar as pessoas sem conhecimento jurídico e facilitar a comunicação dos cidadãos com advogados”, explica Chaves. 

A plataforma é gratuita tanto para usuários quanto para advogados. No entanto, para utilizá-la com todas as suas funcionalidades é necessário que o advogado contrate um plano de assinatura. Ao acessar a plataforma, o cidadão pode consultar os artigos disponíveis e entrar em contato com um advogado especializado. De acordo com Tomaz não existe uma fila ou pontuação para saber qual advogado fará o atendimento pois o cidadão poderá receber respostas de um ou mais advogados sem qualquer ordem.

Na plataforma, o usuário poderá fazer consultas a artigos relacionados ao tema de interesse, se a dúvida persistir enviar via formulário sua pergunta para que um advogado responda. Caso não esteja satisfeito pode  agendar uma consulta online com o advogado no qual acertam os melhores passos a serem seguidos. Já o advogado, consegue além de publicar os artigos e divulgar o seu trabalho, receber demandas e aumentar sua carteira de clientes . A plataforma está disponível em web e que funciona em smartphones.