Novo desafio HUb-MG visa solução para a predição de vendas no setor siderúrgico

Téo Scalioni - 24-07-2020
214

“Como um dos maiores grupos siderúrgicos do mundo pode prever melhor as suas vendas?” Este é o novo desafio do Ciclo de Inovação Aberta do Hub MG, um programa desenvolvido pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (SEDE), com apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa de Minas Gerais (FAPEMIG), que visa buscar soluções tanto no mercado com empresa e startups, quanto na academia para problemas apontados por organizações e indústria.

Para este desafio que recebe inscrições até o dia 10 de agosto está a previsibilidade de vendas no setor siderúrgico. Para quem não sabe, trata-se do método adotado pela empresa que determina a disponibilidade do produto a ser entregue ao cliente, envolvendo os setores comercial, e logística e planejamento de produção. Qualquer ineficiência nesse processo causa prejuízos a empresa, seja pela ausência ou excesso de produtos em mais de cem centros de distribuição.  As etapas que compõem esse processo são a de análise de histórico de vendas - indicadores e projeções mercadológicos realizadas por uma consultoria especializada; projeção de entregas próximas lançadas em carteira; e consulta aos gerentes de vendas para entenderem como o mercado e clientes devem se posicionar.

Vale reforçar que a empresa tem acesso a um levantamento econômico com dados históricos e projeções futuras de sua participação nos setores econômicos do qual participa, como automobilístico e imobiliário. Esses setores possuem diferentes sensibilidades às mudanças econômicas e demandam diferentes tipos de produtos, que são direcionados ao processo de predição por segmento e não por cliente. Em uma outra etapa estão os gerentes comerciais, atores também importantes no processo por terem mais proximidade do mercados, conseguindo estimar as vendas que farão no mês tendo como base as carteiras de clientes e vendedores. Dada essa maior proximidade finalística, eles também conseguem apontar como cada segmento está se comportando e como tem sido a receptividade dos produtos.

"A predição de vendas é uma etapa importantíssima que equilibra produção, vendas e distribuição. Encontrar uma solução tecnológica atrativa significa ganhos financeiros para a empresa, reforçando o papel de conector do Hub MG. Auxiliamos empresas de médio e grande porte a se manterem fortes e inovadoras em Minas Gerais.", Thales Luan Dias, coordenador do Hub MG. Dentre os resultados esperados estão: aumentar o índice de assertividade da predição de vendas da empresa; evitar o desequilíbrio nos estoques, seja por excesso ou falta de mercadoria; e dar mais eficiência ao processo, integrando as áreas responsáveis.  Sobre as possíveis áreas de interesse estão inteligência artificial, software de gerenciamento, aprendizagem não assistida e IoT. 

Conexões para Inovar 

O Ciclo de Inovação Aberta do Hub MG tem duração média de cinco meses quando há a definição e aprofundamento do desafio levantado pela organização. Passam pela prospecção e avaliação de soluções tecnológicas ao redor do mundo que sejam capazes de mitigar o desafio apresentado, a conexão das soluções mais aderentes à organização, a realização de testes pagos da organização para a solução tecnológica e o acompanhamento dos testes realizados. No total, já contou com 76 empresas inscritas em que 29 delas participaram de 33 ciclos de inovação. Por outro lado, teve 608 startups analisadas em que 196 foram conectadas às organizações em diferentes segmentos como agronegócio, bens de consumo, comunicação, construção, energia, frigorífico, saúde, logística, siderurgia, dentre outras

Se você possui ou conhece uma potencial solução para este desafio, entre em contato com hubmg@desenvolvimento.mg.gov.br