Prêmio Mercosul de C&T: Inteligência Artificial

Assessoria de Comunicação Confap - 11-08-2020
254

Estão abertas as inscrições para o Prêmio Mercosul de Ciência e Tecnologia de 2020, destinado a estudantes e pesquisadores da área de Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I). O tema escolhido para a edição deste ano é “Inteligência Artificial”, pela abrangência e pelo que ele representa para o desenvolvimento tecnológico dos países membros.

A inteligência artificial nos permite reproduzir faculdades humanas como a criatividade, auto aperfeiçoamento e uso da linguagem. Segundo o secretário de Empreendedorismo e Inovação do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), Paulo César Alvim, “a inteligência artificial nos permite processar grandes volumes de informação e solucionar problemas complexos e específicos, nas áreas da saúde, agropecuária, meio ambiente, internet das coisas, indústria, cidades e outros, trazendo benefícios para a sociedade de uma forma sem precedentes”.

A partir do tema “Inteligência Artificial”, os trabalhos devem abordar uma das seguintes linhas de pesquisa:

1. Inteligência Artificial e Internet das Coisas;

2. Inteligência Artificial e Ambiente Rural;

3. Inteligência Artificial e Saúde;

4. Inteligência Artificial e Cidades;

5. Inteligência Artificial e Indústria;

6. Ética e Inteligência Artificial.

“É muito importante valorizar o trabalho daqueles que, por meio da pesquisa, estão promovendo nosso desenvolvimento científico, tecnológico, econômico e social”, avalia Alvim, acrescentando que o Prêmio Mercosul de Ciência e Tecnologia “cumpre este objetivo, reconhecendo a contribuição da C&T para a melhoria da qualidade de vida da população”. 


Os interessados têm até o dia 11 de setembro para se inscrever em uma das seguintes categorias: Iniciação Científica, para jovens do Ensino Médio e Técnico; Estudante Universitário, para estudantes de graduação; Jovem Pesquisador, categoria que abarca graduados, estudantes de mestrado, mestres, estudantes de doutorado e doutores que tenham no máximo 35 anos de idade; e Pesquisador Sênior, para os que possuem 36 anos ou mais, podendo ser concorrida individualmente ou em equipe. Há também a categoria Integração, modalidade exclusiva para equipes, que devem ter, no mínimo, dois integrantes de países diferentes do Mercosul.

O valor total das premiações é de R$ 105 mil. Além disso, a comissão julgadora também poderá conferir uma menção honrosa em cada categoria.

O Prêmio 
Instituído em 1997 pela Reunião Especializada em Ciência e Tecnologia do Mercosul (RECyT), o prêmio busca incentivar e reconhecer pesquisadores com estudos que apresentem potencial contribuição para o desenvolvimento científico e tecnológico da região. Além disso, contribui para o processo de integração dos países do bloco, por meio do estímulo à difusão das realizações e dos avanços científicos e tecnológicos.

Na edição passada, foram submetidos 175 trabalhos, representando nove países do bloco, e foram premiados pesquisadores do Brasil, Argentina e Uruguai. Desde seu lançamento, há 23 anos, o Prêmio Mercosul de Ciência e Tecnologia já recebeu mais de 2,4 mil trabalhos, com 297 agraciados entre pesquisadores e equipes.

A iniciativa é patrocinada pelo MCTI do Brasil e conta com o apoio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq/Brasil), Ministério de Educação, Cultura, Ciência e Tecnologia da Argentina, Conselho Nacional de Ciência e Tecnologia do Paraguai e Ministério de Educação e Cultura do Uruguai. 

Para mais informações e inscrições, acesse www.premiomercosul.cnpq.br