Diálogo com parceiros coloca em foco as gestoras

Téo Scalioni - 26-05-2021
89

A FAPEMIG realizou nesta quarta-feira (26), como parte do projeto Diálogo com os Parceiros, o Encontro Anual com as Gestoras. O evento, que aconteceu de maneira remota, teve como objetivo estreitar as relações entre a Fundação e as gestoras, entidades importantes para a realização e a viabilização das pesquisas em Minas Gerais. A ocasião também serviu para que se fosse apresentado o sistema Evando Mirra que, em breve, será lançado. No final, os representantes das gestoras puderam fazer perguntas aos representantes da FAPEMIG.

No início do evento, o presidente da FAPEMIG Paulo Sérgio Beirão reforçou a importante parceria entre a Fundação e as gestoras, que, responsável pela gestão financeira, ajudam os pesquisadores a se dedicarem ao trabalho de pesquisa. “Este encontro tem que ser anual, para sempre verificarmos as melhores práticas, principalmente a prestação e contas. Também somos obrigados, por lei, a cumprir normas e exigências. Esse diálogo é importante para realizarmos isso da melhor forma possível”, afirmou.

Segundo Beirão, a intenção é facilitar os processos, desde o momento do cadastro até a prestação de contas. Segundo ele, existem demandas que tomam mais tempo e exigem mais esforços das gestoras e, por isso, foi feito um estudo junto ao Conselho Curador para buscar melhorarias. “Percebeu-se que existem gestoras que têm capacidade para realizar várias coisas e outras, embrionárias, nem tanto”, disse, citando como exemplo um projeto que não foi viabilizado porque a gestora não conseguiu realizar uma importação.

"Por isso, haverá uma chamada para cadastro das gestoras, que vão se qualificar para diferentes níveis de complexidades, monitoramento e compliance”, explica Beirão. É preciso saber, no cadastro, se a gestora é capaz de realizar determinadas atividades. “Isso vai ser feito nessa transição. É claro, quem está cadastrado continua como gestora, mas vamos evoluir”.

Novo sistema
Sistema Evando Mirra recebeu esse nome como homenagem ao pesquisador mineiro, que ocupou vários cargos de liderança.  Nesse momento da elaboração do Sistema, o diálogo com os parceiros tem sido importante para conhecer demandas pontuais. Flávio Rodrigues, assessor da diretoria de Ciência, Tecnologia e Inovação e um dos responsáveis pelo desenvolvimento, falou sobre o cronograma do projeto e algumas funcionalidades. Segundo ele, em fevereiro de 2021 foi assinado um contrato com a Prodemge, que montou uma equipe para dar sequência ao desenvolvimento. Dentre os próximos passos estão a solicitação de operação de processos e partes importantes das despesas operacionais, fazendo com que o Sistema atenda a mudanças da legislação e níveis de cadastramento das gestoras. “Será possível, de forma sistemática, pegar esses orçamentos atualizados dentro do projeto e construir um monitoramento financeiro e de prestação de contas mais ágil e fácil”, garantiu.   

Após a apresentação de Rodrigues, Ingrid Machado, gerente de Monitoramento e Avaliação de Resultados da FAPEMIG, falou sobre a Chamada Pública para o Cadastramento das Gestoras. De forma didática, ela mostrou passo a passo para esse processo. A FAPEMIG abriu processo de consulta sobre essa chamada a fim de coletar sugestões para aprimorar o texto (veja aqui).

Por fim, Camila Pereira, diretora de Planejamento, Gestão e Finanças, passou algumas orientações sobre o que vem pela frente. As perguntas que foram surgindo no decorrer de todo evento foram respondidas pelos colaboradores da FAPEMIG.