PARCERIAS INTERNACIONAIS
 

Estar conectado com o mundo é fundamental, especialmente na área da Ciência, Tecnologia e Inovação. Atenta a isso, a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais – FAPEMIG – investe na internacionalização da ciência mineira por meio de parcerias com empresas e instituições de pesquisa de diversos países.

Os acordos têm como objetivo promover o intercâmbio de pesquisadores, financiar projetos desenvolvidos em conjunto e proporcionar aos pesquisadores mineiros uma experiência internacional em alguns dos mais importantes centros de produção de conhecimento do mundo.

Na FAPEMIG, as parcerias são gerenciadas pelo Departamento de Parcerias Internacionais de Ciência, Tecnologia e Inovação, especialmente para esse fim.  As oportunidades são divulgadas periodicamente, no site da Fundação. As parcerias internacionais são estabelecidas de duas maneiras: (a) bilateralmente, entre a FAPEMIG e a instituição estrangeira; e (b) por meio de acordos guarda-chuva elaborados pelo Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (CONFAP). Segue abaixo uma lista dos parceiros internacionais da FAPEMIG.


PARCERIAS BILATERAIS
 
Mapa de parcerias internacionais
Alemanha

Instituições parceiras: Serviço Alemão de Intercâmbio Acadêmico (DAAD) e Sociedade Alemã de Pesquisa Científica (DFG) Atividades previstas: intercâmbio de estudantes, professores e pesquisadores; financiamento a projetos de pesquisa conjuntos.

Austrália

Instituições parceiras: Universidade de Sydney e Rede de Universidades de Tecnologia da Austrália (ATN) Atividades previstas: cooperação científica entre equipes dos dois países; intercâmbio de estudantes e pesquisadores, lançamento de editais conjuntos; intercâmbio de estudantes e pesquisadores; projetos conjuntos; realização de seminários e congressos.

Bélgica

Instituições parceiras: Universidade de Antuérpia Atividades previstas: mobilidade de estudantes e pesquisadores; projetos conjuntos; e realização de eventos científicos.

Canadá

Instituições parceiras: Universidade de Alberta e Universidade de Lakehead Atividades previstas: intercâmbio de estudantes, professores e pesquisadores; financiamento a projetos conjuntos; realização de eventos científicos; desenvolvimento de infraestrutura para pesquisas de terapias de base de células.

Estados Unidos

Instituições parceiras: Universidade da Geórgia e Universidade George Washington. Atividades previstas: intercâmbio de estudantes e pesquisadores; intercâmbio de materiais de educação e pesquisa; cooperação científica entre equipes dos dois países; realização de encontros técnicos; incentivo a projetos científicos na área de saúde.

França

Instituições parceiras: Instituto Nacional Francês para Pesquisa em Ciência da Computação e Automação (Inria), Centro Nacional de Pesquisa Científica (CNRS) e Região de Nord Pas de Calais e a Embaixada da França Atividades previstas: financiamento a projetos em parceria, promovendo a integração de grupos de pesquisa; editais conjuntos

Países Baixos

Instituições parceiras: Wageningen University and Research Center, Living Lab Biobased Brasil e Taskforce for Applied Sciences (SIA) Atividades previstas: intercâmbio de estudantes e pesquisadores; projetos conjuntos; realização de seminários e congressos; apoio as atividades relacionadas ao programa Living Lab Biobased Brasil..

Peru

Instituição parceira: PUCP Atividades previstas: pesquisa conjunta, mobilidade, iniciativas de treinamento e de desenvolvimento.

Reino Unido

Instituições parceiras: Universidade de Southampton Atividades previstas: cursos para estudantes da pós-graduação; realização de seminários e congressos.

Suécia

Atividades previstas: Projeto de pesquisa em conjunto; intercâmbio de pesquisadores e estudantes; realização de seminários e congressos.

Moçambique

Instituição parceira: Ministério da Ciência e Tecnologia da República de Moçambique. Atividades previstas: apoiar pesquisas conjuntas e iniciativas de treinamento em diversas áreas do conhecimento