FAPEMIG é homenageada pela ALMG

Vanessa Fagundes - 22-10-2021
380

A Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais (ALMG) realizou homenagem à FAPEMIG pelos seus 35 anos, completos em 2021. A solenidade, que aconteceu na noite de ontem (21), reuniu representantes das entidades representativas da comunidade científica, do governo estadual e membros da equipe da Fundação.

A reunião foi requerida pela deputada estadual Beatriz Cerqueira, que presidiu a celebração representando o presidente da Casa Legislativa, deputado Agostinho Patrus. Em sua fala, a deputada ressaltou a importância da agência mineira, mas também chamou atenção para o momento atual, em que a ciência enfrenta cortes no orçamento e ataques de setores diversos. Ela se comprometeu a trabalhar pela autonomia necessária à FAPEMIG para execução de suas ações.

A reitora da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Sandra Goulart Almeida; a representante da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) e da Inteligência Coletiva Minas Gerais, Andrea Macedo; a vice-presidente da Associação Nacional de Pós-graduandos (ANPG), Stella Ferreira Gontijo; o representante da Academia Brasileira de Ciências (ABC), Mauro Teixeira; o diretor do Instituto René Rachou/Fiocruz Minas, Roberto Sena; e o subsecretário de Ciência, Tecnologia e Inovação da Secretaria de Desenvolvimento Econômico de MG, Felipe Attiê discursaram sobre o significado e a importância da agência de fomento mineira, fazendo votos de que o trabalho desenvolvido em prol da Ciência, Tecnologia e Inovação continuasse a gerar desenvolvimento científico, econômico e social.

Paulo Sérgio Lacerda Beirão, presidente da FAPEMIG, iniciou sua fala destacando a dificuldade em resumir a importância da instituição para o Estado. Ele citou alguns números: em 1986, ano em que a Fundação começou a operar, 166 artigos científicos foram publicados por pesquisadores de instituições sediadas em Minas; no ano passado, esse número foi de 5.641. “Isso reflete um trabalho de múltiplos parceiros, mas, certamente, e apesar das dificuldades enfrentadas, a FAPEMIG teve um papel fundamental para estruturar o sistema de ciência e tecnologia que temos hoje no Estado”.


Paulo Beirão, presidente da FAPEMIG, discursa durante homenagem da ALMG (Foto: Vanessa Fagundes)

Ele citou desafios recentes, que levaram à suspensão de programas, e conquistas importantes, como a retomada de chamadas tradicionais e o pagamento de projetos que estavam atrasados. Destacou o compromisso da Fundação com a avaliação de mérito das propostas contratadas e a valorização de todas as áreas do conhecimento. Paulo Beirão mencionou, ainda, as ações estratégicas e estruturantes que fazem parte do planejamento da instituição para os próximos anos. Finalizou com um recado importante: “o recurso que vai para a FAPEMIG não é despesa, é investimento”.

A ALMG presenteou a FAPEMIG com uma placa comemorativa que traz os seguintes dizeres:

Em 1986, nascia aquela que viria a ser uma das mais respeitadas instituições de pesquisa do País, a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (FAPEMIG). Com a nobre missão de estimular e fomentar o desenvolvimento científico e tecnológico no Estado, essa entidade vem, há mais de três décadas, apoiando projetos de grande relevância para os cidadãos mineiras, o que evidencia o indispensável papel da ciência na construção de uma sociedade mais justa e igualitária.

A Assembleia Legislativa de Minas Gerais, ao reconhecer a importância da FAPEMIG para o Estado e para o País, rende a ela honrosa homenagem pelos 35 anos de sua fundação.

Belo Horizonte, 21 de outubro de 2021

Deputado Agostinho Patrus
Presidente


Stella Ferreira Gontijo (ANPG), Andrea Macedo (SBPC), dep. Beatriz Cerqueira, Paulo Beirão (FAPEMIG), Sandra Goulart Almeida (UFMG) e Mauro Teixeira (ABC), com placa comemorativa oferecida pela ALMG. (Foto: Ricardo Barbosa/ALMG)

A cerimônia pode ser assistida aqui

Confira outras fotos da cerimônia aqui