FAPEMIG lança novo site institucional

Téo Scalioni - 31-10-2018

Está no ar o novo site da Fundação de Amparo à Pesquisa de Minas Gerais (FAPEMIG). Com um layout moderno e com novas funcionalidades, a ferramenta acompanha a tendência mundial relacionada à comunicação institucional. Mais intuitivo, o site possibilita  maior interação com os públicos tanto interno quanto externo que se relacionam com a instituição.

Desenvolvido com as mais modernas tecnologias existentes como Python e JavaScript, o site foi todo feito internamente na FAPEMIG em uma parceria entre o Departamento de Tecnologia da Informação e Comunicação (DTIC) com a Assessoria de Comunicação Social (ACS). Ao todo foram oito meses de desenvolvimento e o ponto forte é que como foi todo feito internamente, possui melhor potencial de manutenção assim como de melhorias, pois cada evolução no projeto pode ser realizado pela própria equipe da FAPEMIG.

Toda a proposta do site vem de acordo com o Novo Manual da FAPEMIG, que possibilita uma melhor interação com o seu público. Por isso, todas as fontes de interesse relacionados à instituição encontram-se na página principal, como o acesso ao Everest (sistema de gestão da FAPEMIG voltado aos pesquisadores), uma área de perguntas e respostas, além é claro de notícias sobre a instituição, ciência, tecnologia, inovação e eventos que são atualizadas diariamente.  

De acordo com a Assessora de Comunicação da FAPEMIG, Vanessa Fagundes, o site foi reformulado com o objetivo de tornar a navegação mais intuitiva para os usuários,   como as informações mais importantes e com alto número de acessos na página inicial. “Como as chamadas, por exemplo, que estão na primeira página e ficam fácil de serem visualizadas”, aponta Vanessa.

Ela reforça que por outro lado, a nova plataforma destaca as produções que agora estão também na primeira página como os pitchs produzidos pelos pesquisadores, assim como produções de divulgação científica da própria equipe da FAPEMIG. “A proposta é fazer essa mistura. Privilegiar tanto informações úteis para os nossos usuários quanto informações que tornam mais visíveis a produção científica de Minas Gerais”, observa.