4ª edição do Fórum Confap ressalta importância das parcerias

Luiza Boareto - 29-11-2018


A 4ª edição de 2018 - e a última do ano - do Fórum do Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap) teve início ontem (28), com uma solenidade na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). A abertura contou com a presença de Gilberto Kassab, ministro de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, de Mario Neto Borges, presidente do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), presidentes e diretores das FAPs, dentre outras autoridades.

Em suas boas-vindas, a reitora da UFMG, Sandra Goulart Almeida, ressaltou a importância da atuação das FAPs e a necessidade de um trabalho conjunto com as instituições de ensino e pesquisa para a produção de ciência, tecnologia e inovação de qualidade em um contexto ampliado da educação. Segundo ela, esse é momento para se pensar em inovação de forma criativa e fazer o diferente. “Como patrimônio do estado, as universidades públicas são responsáveis por pesquisas e, assim, devemos fazer melhor e mais, sempre, participando da construção do País”.

A presidente do Confap, Maria Zaira Turchi, também presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goias, destacou a luta do Conselho e das FAPs por mais desenvolvimento científico e tecnológico para os estados e o País. "Temos muito a comemorar, mas a luta pela consolidação de uma política de estado para a CT&I continua". Segundo ela, é importante mostrar que CT&I não é despesa, mas sim investimento.


Centelha

Durante a solenidade, foi apresentado o projeto Centelha, uma iniciativa da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) em parceria com as FAPs. Assinado em 2017 e lançado em 2018, o programa tem como objetivo promover e dar suporte a novas startups, ideias e projetos empreendedores, especialmente em instituições de ensino e pesquisa. Ao todo, 21 estados tiveram propostas aprovadas na primeira rodada. Serão investidos cerca de R$50 milhões as propostas, entre recursos de subvenção e contrapartida dos parceiros estaduais.

O ministro Kassab ressaltou que o Centelha será mais uma ação que fica como legado, fruto do entendimento entre todos os atores envolvidos com pesquisa, ciência, tecnologia e inovação. "É um programa bem sucedido em sua implantação e, a partir de agora, vai começar a dar frutos", disse. Ele destacou a credibilidade da área de CT&I e a importância do investimento nesse campo para construir um País melhor.

Inovação em MG

A FAPEMIG, ao lado do Confap, é responsável pela organização do evento, que tem a parceria da UFMG e da Fundep. Em sua fala, Evaldo Vilela, presidente da FAPEMIG, destacou o trabalho envolvendo o Marco Legal da CT&I e a iniciativa de criação de um Núcleo de Inovação Tecnológica (NIT) Central.

Foi assinado, na ocasião, Memorando de Entendimentos para criação desse NIT Central, que será sediado em Belo Horizonte e vai concentrar esforços para orientação de todas as unidades do Estado. 

O evento continua nessa quinta-feira (29) e se estende até a manhã da sexta-feira(30).