SÍNTESE E USO DE CHALCONAS DERIVADAS DO EUGENOL E DIIDROEUGENOL PARA O TRATAMENTO DO CÂNCER

IDENTIFICADOR: 490 | DATA: 28-09-2021
341

SETOR ECONÔMICO:

Fármacos


PROBLEMA QUE SOLUCIONA:

O desenvolvimento de novas substâncias químicas mais potentes e mais seletivas para as células cancerígenas que os fármacos disponíveis clinicamente para o tratamento dos diferentes tipos de câncer.


SOLUÇÃO APRESENTADA:

A presente invenção descreve o desenvolvimento e síntese de chalconas sintéticas com promissora aplicação para o tratamento de diferentes tipos de câncer. Dentre elas, uma chalcona hibridizada com a molécula do diidroeugenol (CHDE) apresentou potencial duas vezes maior e toxicidade três vezes menor que a doxorrubicina, contra células de carcionoma de fígado (células HepG2). Essa substância também inibiu a migração celular e reduziu a proliferação celular a longo prazo. Estes resultados indicam que esta nova substância sintética (CHDE) pode representar um novo candidato a fármaco mais eficaz e mais seguro para o tratamento do câncer de fígado.


VANTAGENS E BENEFÍCIOS:

Uma das substâncias desenvolvidas (CHDE) apresenta como principais vantagens o fato de ser mais potente que o fármaco doxorrubicina contra células de carcinoma de fígado e menos tóxica em relação a células saudáveis humanas, indicando uma maior eficiência e segurança para o tratamento deste tipo de câncer.

O principal benefício está relacionado a um possível tratamento do câncer de fígado mais eficaz e que gere menos efeitos adversos ao paciente, caso a substância descoberta seja aprovada para uso clínico.


POTENCIAIS E PLICAÇÕES:

Tratamento do câncer de fígado.


ESTÁGIO DE DESENVOLVIMENTO:

Patente Depositada.


INFORMAÇÕES ADICIONAIS:

Até o momento, a rota sintética para a obtenção da chalcona CHDE encontra-se padronizada. A substância foi sintetizada, purificada e caracterizada quimicamente por espectroscopia de ressonância magnética nuclear de 1H e 13C e por espectrometria de massas de alta resolução. A substância obtida foi avaliada em ensaios in vitro de viabilidade de células cancerígenas e saudáveis, inibição da migração celular, efeitos sobre a sobrevivência clonogênica e análise da sua influência sobre o ciclo celular.


TITULARES:

UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO - UFOP


NÚMERO DO PROCESSO DO INPI:

BR 10 2021 017843-4


INFORMAÇÕES PARA CONTATO:

Núcleo de Inovação Tecnológica da UFOP: nite@ufop.edu.br


LINKS ÚTEIS:

Acesse o pedido de patente na íntegra aqui.