Bolsistas FAPEMIG estão entre os vencedores do Prêmio CAPES de Tese 2023

Júlia Rodrigues - 29-08-2023
2271

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) divulgou o resultado preliminar do Prêmio Capes de Tese 2023 que apresenta a relação dos vencedores da primeira etapa do concurso. A iniciativa reconhece as melhores teses de doutorado defendidas em 2022, considerando as 49 áreas de avaliação reconhecidas pela Capes nos programas de pós-graduação adimplentes no Sistema Nacional de Pós-Graduação.

Entre os nomes contemplados, 11 pertencem a universidades mineiras e dois desenvolveram a sua tese com apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (FAPEMIG) como bolsistas.

Os critérios da premiação consideraram: originalidade do trabalho; relevância para o desenvolvimento científico, tecnológico, cultural e social; qualidade e quantidade de publicações decorrentes da tese; metodologia utilizada; qualidade da redação; e estrutura/organização do texto.

Os vencedores serão premiados pela Capes com bolsas de até um ano para estágio pós-doutoral em instituição nacional além de medalha e certificado. Esse último também será oferecido aos seus coorientadores, ao programa de pós-graduação em que as teses foram defendidas e ao orientador que também será premiado com R$ 3 mil.

A tese Development Of A Multi-objective Optimization Algorithm Based On Lichtenberg Figures, Desenvolvimento de um algoritmo de otimização multiobjetivo baseado em figuras de Lichtenberg - em português, do bolsista João Luiz Junho Pereira, foi desenvolvida no âmbito do Grupo de Estudos em Mecânica Experimental e Computacional da Universidade Federal de Itajubá (Gemec/Unifei).

A tese vencedora na categoria Engenharia lll, é a primeira da Unifei que vence a premiação. Com a coordenação do professor Guilherme Ferreira Gomes e a coorientação do professor Sebastião Simões Cunha Junior, trata da criação de um algoritmo de Inteligência Artificial capaz de resolver problemas de otimização inspirado nos raios e Figuras de Lichtenberg e sua aplicação em problemas complexos de Engenharia Mecânica. Pereira explica que trata-se do primeiro algoritmo de otimização multiobjectivo criado e registrado no Brasil.


“Existe um postulado muito conhecido na literatura de que nenhum único algoritmo pode ser o melhor para todas as aplicações, mas existe aquele que é o melhor para aplicações específicas. O meu, em muitas aplicações específicas, tem apresentado os melhores resultados”, explica Pereira.

A tese vencedora na categoria Ciências Biológicas l foi desenvolvida no Programa de Pós-Graduação em Bioinformática da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Nomeada “ThermoMutDB e SARS-CoV-2 África Dashboard: abordagens de ciência de dados para integração, análise e vigilância de dados biológicos” é de autoria da bolsista Joicymara Santos Xavier, com a orientação do professor Douglas Eduardo Valente Pires.

“Foi uma surpresa muito grande  ter sido indicada pelo Programa de Pós-Graduação. Foi uma satisfação enorme”, conta Xavier. Ela explica que a sua tese nasce do desafio de lidar com dados em grande escala, especialmente na Bioinformática, que necessita de sistemas que automatizem os processos e metodologias para buscar uma melhor curadoria de dados.

A tese apresenta o estudo de caso de duas bases de dados. O ThermoMutDB é uma base de dados pública que reúne dados termodinâmicos de proteínas. A iniciativa propõe um paradigma colaborativo em conjunto com a comunidade para verificação de dados para construção de bases de dados curadas com dados da literatura biomédica. Já o SARS-CoV-2 África dashboard é uma ferramenta interativa para visualização e análises de dados genômicos de COVID-19 do continente africano.

Outros 12 pesquisadores mineiros receberam Menção Honrosa, sendo três deles bolsistas FAPEMIG. São eles:  


Fernanda Fonseca Ramos (UFMG) 

Orientador: Eduardo Antonio Ferraz Coelho 

Coorientador: Fernanda Ludolf Ribeiro De Melo 

Medicina (Infectologia e Medicina Tropical): Desenvolvimento de teste diagnóstico não invasivo capaz de detectar anticorpos anti-SARS-CoV-2 em urina. 


Mateus de Lima Filomeno (UFJF) 

Orientador: Moises Vidal Ribeiro  

Coorientador: Marcello Luiz Rodrigues de Campos 

Engenharia/Engenharia Elétrica - Advances in hybrid power line/wireless systems. 


Paula Cristina Pereira Silva (UFMG) 

Orientador: Vanessa Sena Tomaz 

Educação - XI HÕNHÃ? E AGORA? VAMOS SER PESQUISADORES: um fazer pesquisa tikm?’?n entre múltiplos seres, saberes e fazeres. 


GRANDE PRÊMIO CAPES DE TESE 

Os vencedores desta primeira etapa ainda concorrerão ao Grande Prêmio Capes de Tese. O vencedor receberá um troféu e certificado, esse também será outorgado ao seu orientador, coorientadores e ao programa em que foi defendida a tese. O orientador também receberá R$ 9 mil para participação em congresso internacional. Instituições como a Fundação Carlos Chagas, Instituto Serrapilheira e a Dimensions Sciences oferecerão premios adicionais. 

A divulgação do vencedor do Grande Prêmio Capes de Tese está prevista para novembro de 2023. 

Com informações da CGCOM/CAPES