FAPEMIG tem novo presidente

Vivian Teixeira - 08-11-2023
3515

Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (FAPEMIG) terá um novo presidente: Carlos Alberto Arruda de Oliveira. O nome foi escolhido por meio de uma lista tríplice enviada pelo Conselho Curador da FAPEMIG ao governador Romeu Zema, e o resultado foi publicado no Diário Oficial no dia 27 de outubro. Carlos vai substituir Paulo Sérgio Lacerda Beirão, que finaliza seu mandato no próximo dia 14. 
 


(Foto:  Carol Reis/ Fundação Dom Cabral)

Carlos Arruda é doutor em Administração, pela University of Bradford (1992 - Reino Unido), Mestre em Administração, pela Universidade Federal de Minas Gerais (1988), e graduado em Engenharia Mecânica também pela UFMG (1980). Atualmente, é professor associado da Fundação Dom Cabral e consultor associado da Cambridge Family Enterprise

Na Fundação Dom Cabral, de 2001 a 2021, foi professor na área de Inovação e Competitividade e Gerente Executivo do Núcleo de Inovação e Empreendedorismo, Diretor Executivo Adjunto de Parcerias Empresariais, Diretor Executivo do Conselho Internacional, Diretor de Relações Internacionais, Diretor de Desenvolvimento e Finanças. Antes desse período, foi o Diretor do Programa MBA Executivo e Coordenador do Núcleo de Internacionalização e Competitividade.  

Antes de trabalhar na FDC, trabalhou no International Trade Center, agência das Nações Unidas focada no desenvolvimento de empresas e governos de países menos desenvolvidos na América Latina, África e Ásia. 

Com formação de conselheiro pelo Instituto Brasileiro Governança Corporativa (IBGC), atualmente é presidente do conselho curador da Fundação Biominas, membro do conselho de administração da Riva Empreendimentos (Grupo Direcional) e membro do conselho consultivo da Salesforce do Brasil. O professor também foi membro do conselho consultivo da Emibra Embalagens (2018 – 2019) e membro e presidente do conselho do UNICON (EUA) 2005-2010. Atua também como voluntário na diretoria de inovação da Associação Brasileira de Recursos Humanos (ABRH-MG) e na Câmara da Coordenadoria de Transferência e Inovação Tecnológica (CTIT-UFMG) . 

Na produção científica, é autor e coautor de diversas publicações no Brasil e no exterior, incluindo os livros "Internacionalização de Empresas Brasileiras", "Inovação Ambiental" e dos e-books “Inovação o motor do ESG” e “100 Questões mais Instigantes da Economia Digital”, publicados em 2022.