Governo de Minas anuncia investimento nas áreas de Ciência, Tecnologia e Inovação

Assessoria de Comunicação SEDE MG - 28-06-2024
566


Foto: Gil Leonardi / Imprensa MG

Com foco em tornar Minas Gerais o melhor lugar para inovar, o governador do Estado, Romeu Zema, em conjunto com a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sede-MG) e com a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (FAPEMIG), anunciou, nesta quarta-feira (26/6), um aporte de mais de R$ 1 bilhão para as áreas de Ciência, Tecnologia e Inovação até 2026. O comunicado aconteceu durante a abertura do Minas Summit, um dos maiores eventos de inovação do Estado, que foi realizado entre os dias 26 e 27/6 no Minascentro, em Belo Horizonte.

O investimento fortalece o ecossistema mineiro de inovação e possibilita o lançamento de editais de chamamento público, novas edições de programas de incentivo, financiamento de subvenções econômicas, bem como pagamento de bolsas a pesquisadores e profissionais de base inovadora e tecnológica, por meio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico e de órgãos parceiros, como a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig), com o objetivo de impulsionar o setor de CT&I de Minas Gerais.

“Nosso governo tem dado todo apoio ao setor de inovação. Nos próximos dois anos, estaremos investindo em diversos mecanismos de pesquisa e desenvolvimento”, disse o governador Romeu Zema. "Esse R$ 1 bilhão vai ajudar a criar um ambiente propício, principalmente para as startups crescerem e se fixarem em toda Minas Gerais, gerando emprego e renda", destacou o governador.

Todo esse investimento visa a aprimorar ainda mais essa realidade e tornar Minas Gerais o melhor lugar para inovar, atraindo mais investidores, empresas, pesquisadores, recursos e renda para os municípios do Estado.

Projetos antigos e novos serão favorecidos
Os programas e projetos como o Pesquisador na Empresa, Pró-Inovação, Vuei e Cidades do Futuro serão ampliados pelo novo investimento, e os novos programas lançados, como o Edital Alysson Paolinelli, Laboratório Certificador, Cientista Empreendedor e Tríplice Hélice APL, serão impulsionados.

O secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais, Fernando Passalio, falou sobre os programas e detalhou o aporte que vai beneficiar todo o Estado.

“Esses investimentos vão permitir várias linhas de financiamento de inovação, desde colocar um pesquisador dentro das empresas para que elas possam atingir sua competitividade por meio dessa inovação, como também pegar aquele pesquisador que está dentro da academia e que tem um grande projeto, uma grande patente, uma linha de pesquisa que pode gerar benefícios para a sociedade ou até virar um empreendimento para gerar emprego e renda”, explicou Passalio ao falar sobre os programas Pesquisador na Empresa e Cientista Empreendedor.

Mais de R$ 1 bilhão já foram investidos
Minas Gerais já é um estado com forte potencial para as áreas de C,T&I, com um consolidado ecossistema de inovação que abrange Parques Tecnológicos, Núcleos de Inovação Tecnológica (NITs), Instituições de Ciência e Tecnologia (ICTs), instituições de apoio à inovação, além de programas de aceleração de startups, incentivo ao desenvolvimento de projetos e soluções inovadoras e de tecnologia e oportunidade de crescimento para empresas e pesquisadores de base tecnológica.

De 2019 a 2023, o Governo de Minas investiu mais de R$ 1 bilhão para as áreas de C,T&I do estado. Iniciativas como o Compete Minas, o HubMG GOV, o Pró-Inovação, entre outras, receberam recursos desse montante. No ano passado, pela segunda vez consecutiva, Minas Gerais bateu recorde de execução orçamentária com mais de R$ 470 milhões empenhados em ciência, tecnologia e inovação, por meio da Sede-MG e da FAPEMIG.

“Nosso vice-governador, Professor Mateus, também é muito próximo dessa pauta e pediu que trouxéssemos editais para apoiar mais iniciativas de tecnologia e inovação no interior do estado, estendendo, inclusive, até às prefeituras, além de toda a transformação digital que vem sendo feita no Governo do Estado”, explicou o subsecretário de Ciência, Tecnologia e Inovação, Bruno Araújo. 

“Então, tem esse viés de melhorar a eficiência da gestão pública e, ao mesmo tempo, de apoiar a Academia. Temos em Minas um número muito grande de pesquisadores, de universidades e de ICTs (Instituições de Ciência e Tecnologia), e óbvio também temos o setor produtivo. Como é dito pelo nosso secretário de Desenvolvimento Econômico, Fernando Passalio: ‘estamos fazendo, finalmente, a tríplice hélice girar - o Governo de Minas, a Academia e setor produtivo’”, completou.

Tríplice Hélice - Arranjos Produtivos Locais (APL)
Durante o evento no Minascentro, a Sede-MG, por meio das Subsecretarias de Ciência, Tecnologia e Inovação (Subinova) e de Liberdade Econômica e Empreendedorismo (Sublivre), também realizou a cerimônia de lançamento do programa Tríplice Hélice - Arranjos Produtivos Locais (APL).

A iniciativa, em parceria com a FAPEMIG, disponibiliza até R$ 10 milhões para financiar projetos de pesquisa, de desenvolvimento tecnológico ou de inovação propostos por Instituições de Ciência e Tecnologia mineiras (ICTs MG) em parceria com empresas vinculadas a Arranjos Produtivos Locais (APLs).?

Para a abertura da Chamada Fapemig / Sede  nº10/2024, foram reunidos desafios tecnológicos enfrentados pelas empresas pertencentes aos APLs de Minas Gerais e elencados no chamamento público para que as instituições científicas e tecnológicas possam desenvolver soluções por meio de pesquisa e desenvolvimento.

Assinaturas Cidades do Futuro
Ainda nesta quarta-feira, os municípios de São Gonçalo do Rio Abaixo, Tiradentes, Catas Altas, Guanhães, Três Marias e Cataguases participaram da solenidade de adesão ao Cidades do Futuro. O programa do Governo de Minas  busca aumentar a eficiência das atuações locais, promover a simplificação das demandas e dar celeridade aos processos, com foco na geração de emprego e no fomento à qualidade de vida dos mineiros. Bem como na diversificação do setor produtivo, por meio da inovação tecnológica.

Até o momento, mais de 50 municípios já assinaram o termo de adesão, o que impacta aproximadamente dois milhões de mineiros. Diversos outros municípios já manifestaram interesse em aderir.

Minas Summit
O Minas Summit é um dos maiores encontros de inovação corporativa do estado e uma oportunidade para criação de novas ideias, fomento do empreendedorismo e conexão com diferentes comunidades.

O evento é organizado pela FCJ Group, multinacional construtora de empreendimentos corporativos, e pelo Órbi Conecta, hub mineiro de Inovação & Empreendedorismo Digital. A programação também tem a participação de equipes da Subsecretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação da Sede-MG.


(Informações: Assessoria de Comunicação da SEDE MG)