Pesquisa busca voluntários para avaliar efeitos do consumo de chá

Minas Faz Ciência - 18-06-2019
492

Foto: Pixabay

A Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) procura voluntários para uma pesquisa que vai investigar efeitos de chás sobre o metabolismo.

Os candidatos devem ser homens com idades entre 18 e 40 anos, que não sejam fumantes nem façam uso de medicamentos e suplementos.

A pesquisa é conduzida pelo Programa de Pós-graduação em Ciência de Alimentos, da Faculdade de Farmácia.

O objetivo é avaliar o efeito dos chás de hibisco, canela, gengibre e verde sobre o metabolismo energético e a sensação de saciedade dos voluntários.

Como é ser cobaia humana?

Os voluntários vão passar por cinco dias de testes, no Instituto Alfa de Gastroenterologia, do Hospital das Clínicas (UFMG/Ebserv).

A professora orientadora do estudo, Lucilene Rezende Anastácio, explica que os voluntários precisam disponibilizar quatro horas diárias, no período da manhã, para colaborar com a pesquisa.

Após a ingestão de uma dieta padronizada de 500 calorias, junto com um desses chás, ou de água, no café da manhã, faremos medição do metabolismo energético e da sensação de saciedade do voluntário, por meio de aparelho próprio, disponível no Instituto.

Com financiamento da FAPEMIG, a pesquisa vai avaliar o efeitos dos chás em homens e mulheres.

No momento, os pesquisadores precisam apenas de voluntários do sexo masculino.

É importante que não sejam fumantes, pois o tabagismo também interfere no metabolismo.

Ficou interessado?

Para participar da pesquisa, envie um e-mail para anapaulacsoares@yahoo.com.br ou entre em contato pelo telefone (31) 9 9702-3598.

Leia sobre os benefícios do hibisco, de acordo com pesquisa da UFLA.

Via.