Foripes divulga Manifesto pela FAPEMIG

Vanessa Fagundes - 05-05-2020
599

O Fórum das Instituições Públicas de Ensino Superior do Estado de Minas Gerais (Foripes) publicou, nesta segunda (4), um manifesto de apoio à Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (FAPEMIG). O manifesto, reproduzido abaixo, também pode ser acessado aqui.

MANIFESTO PELA FAPEMIG

O Fórum das Instituições Públicas de Ensino Superior do Estado de Minas Gerais (FORIPES) vem manifestar seu irrestrito apoio à Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais – FAPEMIG, enquanto agência promotora da ciência, tecnologia e inovação em nosso Estado.

Neste momento, em que o Estado de Minas Gerais enfrenta graves problemas econômicos em meio a uma pandemia global de efeitos dramáticos, entendemos que a FAPEMIG deva ser fortalecida como parte central da construção das soluções.

Como demonstra a história de outros países, o enfrentamento das dificuldades econômicas não se faz sem investimentos consistentes e o respeito às instituições cientificas.

Sem agencias capazes de induzir pesquisa autônoma e de qualidade os estados perdem um dos vetores primordiais para as soluções tecnológicas e de inovação, capazes de revigorar e impulsionar suas economias.

As atividades cientificas, realizadas através de laboratórios e grupos de pesquisa de universidades e centros de pesquisa, criam produtos, medicamentos, promovem a criação de empresas de base tecnológica, incentivam o aparecimento de startups e desenvolvem soluções para os setores público e privado. Assim, a FAPEMIG, através de ações de fomento à pesquisa e dos seus diversos programas de bolsas, contribui de maneira inequívoca para com o desenvolvimento do Estado de Minas Gerais.

O FORIPES reconhece e destaca, também, que o papel desempenhado pela FAPEMIG enquanto financiadora e indutora da Ciência em Minas Gerais, tendo se tornado um dos principais pilares de sustentação das pesquisas mineiras, foi conseguido pela condução competente e segura de seus presidentes anteriores.

Para a continuidade deste trabalho, o FORIPES entende ser fundamental que as autoridades públicas do estado tenham a sensibilidade necessária para que a gestão da FAPEMIG, na figura de seu presidente, esteja a cargo de pesquisador ou pesquisadora com destacada experiência acumulada na gestão científica, bem como na produção intelectual qualificada, nos campos do ensino, da pesquisa, da extensão e da inovação.

A história da FAPEMIG mostra que a projeção da agência, bem como da ciência em Minas Gerais, no plano nacional e internacional se deve ao fato de seus gestores possuírem elevada reputação acadêmica e serem profundamente identificados com a comunidade científica mineira. Por outro lado, tais predicados são indispensáveis à interlocução com as instituições e personalidades da ciência, sejam do estado, do país ou do exterior. Este perfil certamente engrandece a FAPEMIG e garante o respeito por parte das demais agências congêneres, tanto estaduais como nacionais.

Ressaltamos ainda que nosso Estado possui o maior número de universidades federais e institutos federais do país. Essas instituições se juntam às universidades estaduais, formando um importante sistema de geração de conhecimento e formação de recursos humanos de alto nível. A FAPEMIG, nesse contexto, representa uma contrapartida de recursos estaduais, mantendo o funcionamento de grupos de pesquisa nas mais diversas regiões de Minas Gerais.

Este Fórum coloca-se à disposição das autoridades estaduais e da FAPEMIG para continuar com a parceria estabelecida, com vistas a induzir e fomentar a pesquisa e a inovação científica e tecnológica para o crescimento do Estado de Minas Gerais. Aliás, é exatamente isso que vem ocorrendo durante esta pandemia da COVID-19, onde nossas Universidades e Institutos tem sido protagonistas em muitas frentes, como por exemplo: sequenciamento genético, produção de equipamentos de proteção individual (EPI’s), estudos de vacinas e de medicamentos, atividades de ação social a pessoas carentes, atendimento psicológico, dentre outras. Contamos, portanto, com a sensibilidade, compreensão e apoio do Governo do Estado de Minas Gerais, assim como dos Parlamentares Mineiros, quanto aos diversos pontos acima mencionados.

Maio de 2020.

Prof. Flávio Antônio dos Santos – Centro Federal de Educação Tecnológica – CEFET/MG
Prof. Kléber Gonçalves Glória – Instituto Federal de Minas Gerais – IFMG
Prof. José Ricardo Martins da Silva – Instituto Federal do Norte de Minas Gerais – IFNMG
Prof. Charles Okama de Souza – Instituto Federal do Sudeste de Minas – IFSEMG
Prof. Marcelo Bregagnoli – Instituto Federal do Sul de Minas Gerais – IF SUL DE MINAS
Profª Deborah Santesso Bonnas – Instituto Federal do Triângulo Mineiro – IFTM
Profª Lavínia Rosa Rodrigues – Universidade do Estado de Minas Gerais –UEMG
Prof. Antônio Alvimar Souza – Universidade Estadual de Montes Claros – UNIMONTES
Prof. Sandro Amadeu Cerveira – Universidade Federal de Alfenas – UNIFAL-MG
Prof. Dagoberto Alves de Almeida – Universidade Federal de Itajubá – UNIFEI
Prof. Marcus Vinícius David – Universidade Federal de Juiz de Fora – UFJF
Prof. José Roberto Soares Scolforo – Universidade Federal de Lavras – UFLA
Profª Sandra Regina Goulart Almeida – Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG
Profª Claúdia Aparecida Marliére de Lima – Universidade Federal de Ouro Preto – UFOP
Prof. Sérgio Augusto Araújo da Gama Cerqueira – Universidade Federal de São João del-Rei – UFSJ
Prof. Valder Steffen Junior – Universidade Federal de Uberlândia – UFU
Prof. Demétrius David da Silva – Universidade Federal de Viçosa – UFV
Prof. Luiz Fernando Resende dos Santos Anjo – Universidade Federal do Triângulo Mineiro – UFTM
Prof. Janir Alves Soares – Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri – UFVJM