Foripes pede recomposição do orçamento da FAPEMIG

Assessoria de comunicação UFMG - 10-08-2020
238

O Fórum das Instituições de Ensino Superior de Minas Gerais (Foripes), que congrega universidades e institutos de ensino no Estado, enviou carta ao governador Romeu Zema, na qual externa sua preocupação com as crises econômica, social e sanitária enfrentadas por Minas Gerais.

No documento, os dirigentes lembram que as populações mais vulneráveis são as mais afetadas pela crise pandêmica e que as instituições de ensino públicas sediadas em Minas têm desempenhado papel central para conter seus efeitos, atuando em frentes como atendimento de pacientes nos hospitais universitários, desenvolvimento de medicamentos e vacinas, atividades de assistência social, comunicação e informação.  “As instituições estão à disposição das autoridades estaduais para estabelecer parcerias, em todos os campos de atuação, com vistas a induzir e fomentar a educação em todos os seus níveis, a cultura, a saúde, a pesquisa e a inovação científica e tecnológica, para crescimento e desenvolvimento social do Estado”, destacam os dirigentes.

A necessidade de recomposição orçamentária da Fundação de Amparo à Pesquisa de Minas Gerais (FAPEMIG) também foi citada no documento. “É imprescindível que a FAPEMIG seja fortalecida como parte central na construção de soluções, pois representa uma contrapartida de recursos estaduais, mantendo o funcionamento de grupos de pesquisa nas mais diversas regiões de Minas Gerais”, afirmam os dirigentes. A recomposição do orçamento da FAPEMIG, enfatiza a carta, deve atender “à definição da constituição estadual e corresponder a 1% dos recursos tributários do Estado”.   

Leia a íntegra da carta em formato PDF.