Teste de covid-19 é apresentado em Brasília

Diélen Borges - Dirco/UFU - 14-12-2020
396
Um diagnóstico rápido para covid-19, que utiliza saliva, foi apresentado em Brasília durante a 17ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT). O teste foi desenvolvido na Universidade Federal de Uberlândia (UFU) com o apoio da FAPEMIG.

A tecnologia é feita por meio de uma plataforma chamada ATR-FTIR, que utiliza raios infravermelhos para analisar a saliva a fim de detectar se há infecção pelo novo coronavírus, o Sars-Cov-2, sem necessidade de reagentes. O resultado fica pronto em cerca de dois minutos. 

A equipe já submeteu o sensor para avaliação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e, no momento, aguarda o resultado para que os testes possam ser feitos com a população, explica a pesquisadora Paula de Souza Santos, do Programa de Pós-Graduação em Genética e Bioquímica (PPGGB). 

Trabalho em equipe

Os pesquisadores responsáveis pela tecnologia são Luiz Ricardo Goulart Filho, do Instituto de Biotecnologia (IBTec/UFU), Thulio Marquez Cunha, da Faculdade de Medicina (Famed/UFU), e Robinson Sabino-Silva, do Instituto de Ciências Biomédicas (ICBim/UFU). Também integram o estudo as equipes do Laboratório de Nanobiotecnologia, do Laboratório de Função Pulmonar e Fisiologia de Exercício do do Hospital de Clínicas (HC/UFU) e do Serviço de Pneumologia da UFU.

Além da FAPEMIG, o projeto conta com o apoio do laboratório Biogenetics, do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Teranóstica e Nanobiotecnologia (INCT TeraNano) e do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).