Seed inicia fase de avaliação dos inscritos para a edição especial do programa

Téo Scalioni - 04-03-2021
298

Após encerrar o período de inscrição para a Edição Especial do Seed, o Governo de Minas, junto aos parceiros, inicia a fase de seleção dos candidatos. A partir de agora, a equipe técnica escolherá as 60 startups participantes desta rodada, sendo que, dessas, 54 serão direcionadas para resolver gargalos públicos existentes. O resultado será divulgado no próximo dia 5 de abril.

Ao todo, 244 startups participarão do processo seletivo. Segundo o superintendente de Inovação Tecnológica da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sede), Pedro Vaz, o número de inscritos superou a expectativa, uma vez que o programa especificou o perfil das startups procuradas para sanarem os desafios. “Esta edição especial sofreu muitas mudanças, desde a exigência de CNPJ até o contexto da pandemia, que nos impediu de irmos às cidades, fazendo corpo a corpo para divulgar a rodada”, explica.

De acordo com o secretário-adjunto da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sede), Fernando Passalio, a mudança estrutural do programa deu-se a uma necessidade do governo de atender pontos sensíveis para uma gestão eficiente. “Criamos critérios de seleção como: Relevância para a política de desenvolvimento econômico; Impacto no setor produtivo; Aderência à política governamental; e factível de solução no ecossistema de inovação”, explica.

Os desafios que mais receberam inscritos

Quanto aos desafios, os que mais receberam propostas foram os 27 e 28, da Secretaria de Cultura, com 16 e 18 inscritos, respectivamente. Um deles procura solução para coletar, analisar e disponibilizar dados sobre o turista, sua experiência em Minas Gerais e sobre potenciais turistas para embasar políticas públicas. O outro desafio é sobre melhorar a acessibilidade no turismo de forma eficiente e eficaz por meio da comunicação com o turista.Outro desafio que também recebeu 18 inscritos foi o da Emater, que propõe como promover uma assistência técnica e expansão rural digital eficiente, que possa ser avaliada qualitativamente, com agilidade no entendimento ao agricultor familiar e economia do Governo do Estado. Um único desafio não recebeu inscritos.

Cinco países e 15 estados brasileiros

Os inscritos são de cinco países: Brasil, Inglaterra, México, Suécia e Estados Unidos. No Brasil, 15 estados foram representados por startups, sendo:Minas Gerais, com o maior número de inscritos, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Pará, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Rondônia, Santa Catarina e São Paulo.

A sexta edição do Seed passou por uma reformulação em pontos-chave da sua estrutura. Um deles é a metodologia de aceleração que permitirá ainda mais interação, networking e acessibilidade aos conteúdos.Nesta rodada, o processo de aceleração será virtual e contará com a presença de agentes de conexão voltados exclusivamente para conectar as startups com os principais players de suas respectivas áreas de atuação. Durante seis meses, as startups ficarão imersas em um ambiente dinâmico, voltado para conexões estratégicas.

Entre as práticas previstas estão mentorias personalizadas, lives com importantes agentes do ecossistema, meetups, difusão e diversas outras ações que contribuirão para o fortalecimento das startups aceleradas.Os dois primeiros meses serão focados no desenvolvimento dos negócios como um todo, no estabelecimento de conexões e na preparação para a banca de corte que ocorrerá no final desse período, reduzindo de 60 para 40 startups a serem aceleradas.

Nos quatro meses seguintes, a aceleração prosseguirá com o desenvolvimento dos negócios. Nessa fase, será dado um enfoque ainda maior ao estabelecimento de conexões e à aplicação da solução desenvolvida pelas startups participantes.

Com Assessoria Sede.