Mais quatro vinhos produzidos com tecnologia da Epamig são premiados no País

Téo Scalioni - 12-06-2018
1146

A utilização da técnica da dupla poda da videira continua a render prêmios para vinhos produzidos nos estados de São Paulo e Minas Gerais. Os rótulos Casa Verrone Gran Speciale Cabernet Sauvignon/ Cabernet Franc 2016, Casa Verrone Speciale Syrah 2016, Maria Maria Diva Sauvignon Blanc 2017 e Guaspari Viognier Vista do Bosque 2016 conquistaram medalha de Ouro no Brazil Wine Challenge 2018/ 9º Concurso Internacional de Vinhos do Brasil, realizado entre os dias 5 e 8 de junho, em Bento Gonçalves, no Rio Grande do Sul.


O método de inversão do ciclo da videira, conhecido como dupla poda, desenvolvido pela Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig), consiste na realização de duas podas, uma no mês de agosto, e outra no mês de janeiro, e possibilita que a colheita das uvas para a produção de vinhos finos aconteça no inverno (período seco entre os meses de maio e agosto). "Atualmente, cerca de 30 viticultores nos estados de Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro, utilizam a técnica e vários outros estão iniciando projetos", estima a enóloga Isabela Peregrino.


Para o presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa de Minas Gerais (FAPEMIG), Evaldo Vilela, os prêmios do vinho coroam uma parceria de grande importância realizada entre FAPEMIG e Epamig, com reconhecimento, inclusive, internacional. “Sempre estivemos ao lado da Epamig que faz um trabalho maravilhosamente bem. Mesmo em tempos difíceis, temos procurado dar esse apoio. No caso do vinho, levou Minas do zero, a hoje fazer um produto de qualidade", acredita o presidente da FAPEMIG.


Evaldo também observou outros trabalhos realizados pela Epamig, também em conjunto com a FAPEMIG que hoje têm se tornando referência, prestando um grande serviço para todo o Brasil. “Além dos vinhos, há a produção de azeite, óleo de abacate para a culinária, produção de frutas vermelhas e pesquisas relacionadas ao queijo”, cita o presidente da Fundação, ressaltando que esse tipo ação gera desenvolvimento e renda para as regiões produtoras. “Os vinhos por exemplo têm fortalecido municípios principalmente do Sul de Minas”, afirma.


O processo de vinificação dos vinhos Maria Maria (Três Pontas/MG) e Casa Verrone (São José do Rio Pardo/SP) é realizado no Campo Experimental da Epamig em Caldas. Já os vinhos Guaspari são produzidos em vinícola própria em Espírito Santo do Pinhal (SP).


O Brazil Wine Challenge 2018 premiou 193 rótulos de nove países. O concurso é o único no Brasil com a chancela da Organização Internacional da Vinha e do Vinho (OIV) e da União Internacional de Enólogos (UIOE) e está entre os mais importantes e respeitados das Américas.