Nota de pesar - Paulo Tarso Flecha de Lima

Vanessa Fagundes - 13-07-2021
177

O ex-embaixador Paulo Tarso Flecha de Lima faleceu ontem (12), em Brasília, aos 88 anos. Mineiro de Belo Horizonte, ele ingressou no Itamaraty em 1955 e representou o Brasil em Washington, Londres e Roma. Ele foi, também, o primeiro presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais – FAPEMIG.

“Paulo Tarso Flecha de Lima foi uma figura importante para a consolidação da FAPEMIG, especialmente em seus primeiros anos de existência. Ele enfrentou crises que ameaçaram a continuidade da Fundação, atuando como intermediário em negociações entre cientistas e governo. Sua força política foi essencial para garantir recursos constitucionais e para dar visibilidade à produção científica do Estado. A todos os seus familiares e amigos, os mais sinceros sentimentos de toda a FAPEMIG”, comenta o presidente da FAPEMIG, Paulo Sérgio Lacerda Beirão.

Como registrado no livro FAPEMIG 25 anos: história em pesquisa, da historiadora Lígia Maria Pereira Leite (Editora UFMG, 2012), Flecha de Lima teve papel importante na criação da Fundação. Segundo a autora, a escolha do embaixador para ocupar o cargo de presidente conferiu à FAPEMIG o perfil político necessário à sua consolidação institucional.

O livro também traz depoimento de Flecha de Lima divulgado à época:

A criação da FAPEMIG foi o reconhecimento da importância que tem a comunidade científica para o desenvolvimento do país. Naquele momento, tratava-se de prioridade nacional; após os anos de ditadura, o objetivo era criar mecanismos eficientes de incentivo à formação científica com a participação da comunidade científica e acadêmica.”


Durante os mais de 10 anos em que esteve à frente da agência de fomento mineira (1986-1999), Paulo Tarso Flecha de Lima teve papel importante em diversas conquistas. A FAPEMIG presta sua solidariedade aos familiares e amigos.  


Manifestações
Ex-dirigentes da FAPEMIG expressaram seu pesar:

Neste momento de profunda tristeza, me dirijo à família do embaixador Paulo Tarso Flecha de Lima para, como ex-presidente da FAPEMIG, prestar meus sentimentos e meu reconhecimento pelo muito que fez pela Ciência em Mina Gerais, empunhando com determinação o início da nossa FAPEMIG, como uma instituição estratégica para o desenvolvimento do Estado. Um verdadeiro estadista, um orgulho para Minas e para o Brasil.
Evaldo Ferreira Vilela
Ex-presidente FAPEMIG (2014-2020)

O embaixador Paulo Tarso Flecha de Lima teve um papel fundamental na história da FAPEMIG. Como primeiro presidente enfrentou com competência os desafios não só da implementação da Fundação, mas foi crucial em momentos de dificuldades políticas enfrentadas na sua trajetória, impedindo seu fechamento. Nosso reconhecimento pela sua contribuição para a FAPEMIG e meus sentimentos aos seus familiares.
Mario Neto Borges
Ex-presidente da FAPEMIG (2008-2014)

Assim que vi na imprensa televisiva a notícia do falecimento do embaixador Flecha de Lima, lembrei-me de sua importante atuação em prol da FAPEMIG. Inclusive de seu deslocamento em um final de semana de Londres para Belo Horizonte para defender a fundação junto ao governador de então. Meus pêsames aos familiares do embaixador e à família FAPEMIG.
José Policarpo Gonçalves de Abreu
Ex-diretor de Ciência, Tecnologia e Inovação (2008-2014)