Divulgar é preciso! Live FAPEMIG discute por que e como começar

Júlia Rodrigues - 22-02-2022
1150

A Live FAPEMIG do mês de fevereiro será um bate papo sobre o tema “Divulgação da Ciência: Por que e como começar?” Programada para a próxima quinta-feira (24), às 15h30, será transmitida pelo Instagram da FAPEMIG e contará com a participação da coordenadora da Rede Mineira de Comunicação Científica (RMCC), Barbara Duque.  

Desde de 2015, Bárbara coordena do Setor de Divulgação Científica da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). Atualmente, entre outros iniciativas, trabalha no projeto de extensão “A ciência que fazemos” promovendo visitas de pesquisadores a escolas públicas de Juiz de Fora e região, a fim de desmistificar a ciência, o acesso à universidade e despertar vocações. 

“Falar de divulgação científica é importante para qualquer pesquisador, jornalista que tem interesse na área e mesmo para qualquer cidadão que tenha interesse em fazer e intermediar a produção do conhecimento científico e popularizar este conhecimento para um público não familiarizado com a ciência ou pouco familiarizado”, explica Bárbara. Segundo a jornalista, é por meio do diálogo, comunicação e troca de experiências que a comunicação da ciência alcança um público mais amplo e consegue comunicá-la de uma forma contextualizada, palpável e aplicável no dia a dia guiando as tomadas de decisão. 

Participe e mande suas perguntas sobre o tema! 


Conheça a Rede Mineira de Comunicação Científica
A RMCC foi criada com objetivo de fortalecer a divulgação científica no estado de Minas Gerais unindo as instituições mineiras que já produziam trabalhos de comunicação da ciência ou não. As instituições ligadas a rede já promoveram eventos anuais como o Comunica Ciência - Encontro Mineiro de Pesquisadores e Cientistas, idealizado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), cursos para a formação de divulgadores científicos ofertados na Universidade Federal de Viçosa (UFV) e o Fala Ciência, curso destinado aos membros da rede, jornalistas que cobrem ciência e estudantes das instituições. 

Além da FAPEMIG, fazem parte da Rede o Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais (Cefet/MG), Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig), Escola de Saúde Pública do Estado de Minas Gerais ,Fiocruz Minas, Fundação Ezequiel Dias (Funed), Hemominas, Instituto de Ciências Biológicas (ICB) da UFMG, Museu das Minas e do Metal (MM Gerdau), Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC Minas), Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sedectes/MG), Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG), Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), Universidade Federal de Lavras (Ufla), Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ) , Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM), Universidade Federal de Uberlândia (UFU), Universidade Federal de Viçosa (UFV), Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM), Visuri SA e Unis – Centro Universitário do Sul de Minas.

Saiba mais aqui