FAPEMIG promove encontro anual das Câmaras de Avaliação de Projetos

Júlia Pinheiro - 08-03-2022
820

As Câmaras de Avaliação de Projetos da FAPEMIG são responsáveis por um trabalho vital à missão da Fundação de incentivo e fomento à pesquisa científica. Compostas por pesquisadores reconhecidos pela experiência profissional em suas áreas de atuação, elas avaliam, ranqueiam e recomendam as propostas de pesquisa submetidas em chamadas e programas especiais da agência mineira. Os mandatos de seus membros têm a duração de dois anos, não coincidentes, com possibilidade de renovação por mais um ano. Ontem (7), a FAPEMIG deu as boas-vindas aos novos membros que assumem mandatos em 2022 e aproveitou para fornecer orientações gerais no Encontro Anual das Câmaras de Avaliação de Projetos da FAPEMIG

Realizado por videoconferência, o encontro reuniu mais de 100 pessoas entre pesquisadores e colaboradores da FAPEMIG. Na abertura, o presidente da Fundação, Paulo Sérgio Lacerda Beirão, fez um panorama sobre as ações da FAPEMIG no último ano, destacando a reavaliação de sua missão. Ele detalhou a distribuição dos recursos financeiros em Minas Gerais, apontando os mecanismos de deliberação da FAPEMIG em relação aos demais órgãos do Estado. Em seguida, comentou sobre as estratégias para o desenvolvimento da Ciência, Tecnologia e Inovação e fez um balanço do planejamento da instituição alcançado em 2021, explicando os desafios para a FAPEMIG em 2022. Segundo Beirão, "incentivar e aprovar projetos é um meio de alcançar o nosso objetivo maior, que é promover o conhecimento científico, tecnológico e inovador visando ao desenvolvimento econômico e social sustentável de Minas Gerais. E vocês fazem parte desse objetivo."

Marcelo Gomes Speziali, diretor de Ciência, Tecnologia e Inovação (DCTI) reiterou a importância das Câmaras. “As Câmaras de Avaliação de Projetos intermediam a relação entre a FAPEMIG e a comunidade científica. Portanto, grande parte dos desafios que existem na comunidade científica, bem como as oportunidades que surgem, nós esperamos que as câmaras tragam para a diretoria, para tentarmos viabilizar a execução de tais demandas da melhor forma possível.”

Participaram ainda da reunião a diretora de Planejamento, Gestão e Finanças (DPGF) Camila Pereira de Oliveira Ribeiro e a chefe do departamento de Monitoramento e Avaliação de Resultados (DMA) Camila Fernanda da Silva Santos. Ambas pontuaram os processos que envolvem as atividades, os projetos e as finanças da FAPEMIG. Ao final da reunião, os pesquisadores presentes esclareceram dúvidas e fizeram sugestões. 

Áreas do conhecimento representadas
Ao total, a FAPEMIG possui 11 Câmaras de Avaliação de Projetos permanentes, sendo duas Câmaras Transversais (do Programa de Capacitação de Recursos Humanos - PCRH e de Políticas Públicas) e nove Câmaras Temáticas: CAG (Agricultura), CVZ (Medicina Veterinária e Zootecnia), CBB (Ciências Biológicas e Biotecnologia), CDS (Ciências da Saúde), CEX (Ciências Exatas e dos Materiais), CRA (Recursos Naturais, Ciências e Tecnologias Ambientais), CSA (Ciências Sociais Aplicadas), CHE (Ciências Humanas, Sociais e Educação) e TEC (Arquitetura e Engenharias). Todas as Câmaras são subordinadas à DCTI e se reúnem ordinariamente entre março e novembro, podendo haver reuniões extraordinárias ao longo dos outros meses do ano para avaliações de projetos, relatórios de prestações de contas, chamadas e eventos.


Para saber mais informações sobre as Câmaras de Avaliação de Projetos e para acessar o calendário de reuniões clique aqui