Governo de Minas anuncia novo aumento no valor das bolsas de pesquisa

Vanessa Fagundes - 16-02-2023
20496

O Governo de Minas e a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (FAPEMIG) acabam de anunciar um aumento no valor de suas bolsas de pesquisa científica e tecnológica. É o segundo reajuste concedido em menos de dois anos – o último foi anunciado em outubro de 2021.

O aumento será concedido às bolsas do tipo Iniciação Científica Júnior (BIC-Jr.), destinada a alunos do ensino médio e técnico; Iniciação Científica (BIC), concedida a alunos da graduação; Mestrado; Doutorado; e Pós-doutorado. Mais de 6.500 bolsistas serão beneficiados com a iniciativa.

A medida foi aprovada pelo Conselho Curador da FAPEMIG e significa um incentivo adicional para a pesquisa no Estado. Os novos valores foram equiparados aos praticados pelas agências nacionais de fomento à pesquisa e são:


Qual era o valor
Novo valor, após reajuste
Iniciação Científica Júnior 
R$200
R$300
Iniciação Científica
R$500
R$700
Mestrado
R$1.875
R$2.100
Doutorado
R$2.750
R$3.100
Pós-doutorado
R$5.125
R$5.200

De acordo com o presidente da FAPEMIG, Paulo Sérgio Lacerda Beirão, a ação reflete a importância dada pela Fundação e seu Conselho Curador à formação de jovens e à atração de pesquisadores para atividades de ciência, tecnologia e inovação em Minas. “A decisão de equiparar os valores de nossas bolsas aos valores agora praticados pela Capes e pelo CNPq levou em consideração o papel fundamental das bolsas de pesquisa e seu impacto positivo no progresso econômico e social do Estado”, disse.

A FAPEMIG
FAPEMIG é a agência de indução e fomento à pesquisa e à inovação científica e tecnológica do Estado de Minas Gerais. A formação de pesquisadores está prevista em sua missão. Atualmente, a Fundação financia 961 bolsas de Iniciação Científica Júnior, 2.983 bolsas de Iniciação Científica, 1.378 bolsas de Mestrado e 1.176 bolsas de Doutorado, concedidas em cotas institucionais por meio de seus programas de formação.

Assista ao anúncio feito pelo presidente da FAPEMIG, Paulo Beirão: