FAPEMIG realiza encontro anual das Câmaras de Avaliação de Projetos

Júlia Pinheiro - 03-03-2023
2488

A FAPEMIG realizou, ontem (2), o IV Encontro Anual das Câmaras de Avaliação de Projetos. Realizado sempre no início de cada ano, esse encontro é oportunidade para dar as boas-vindas aos novos membros que assumem mandatos e repassar orientações gerais aos participantes. Neste ano, a reunião aconteceu por meio de videoconferência e reuniu mais de 100 pessoas.

Durante a abertura, o presidente da FAPEMIG, Paulo Sérgio Lacerda Beirão, fez um balanço das ações da Fundação no último ano, reiterando o êxito da execução orçamentária em 2022. Ele comentou sobre a importância do alcance do recorde de recursos aplicados em programas de ciência, tecnologia e inovação, reforçando que a FAPEMIG objetiva manter a meta financeira em 2023. Nesse sentido, salientou que foi possível retomar e reformular editais, além de reajustar as bolsas de formação (leia mais sobre o reajuste aqui). Beirão também agradeceu o trabalho dos membros das câmaras, afirmando que "vemos todos vocês como fundamentais, e somos gratos a esse trabalho realizado em conjunto". Em seguida, deu ênfase ao compromisso da Instituição e do Governo de Minas Gerais na formação de pesquisadores e cientistas. "A comunidade acadêmica é uma das razões do nosso trabalho. E é neste conjunto que a FAPEMIG acredita".

Camila Pereira, diretora de Planejamento, Gestão e Finanças da FAPEMIG, falou sobre os desafios para equilibrar a meta orçamentária. O diretor de Ciência, Tecnologia e Inovação da FAPEMIG, Marcelo Gomes Speziali, prosseguiu com orientações relacionadas às atividades a serem realizadas ao longo do ano e esclareceu pontos relativos ao Evando Mirra, o novo sistema da Fundação que atenderá melhor a comunidade acadêmica e científica. Speziali passou por temas ligados ao julgamento de propostas, avaliação de relatórios de pesquisa, prospecção de desafios e oportunidades e impactos da ciência. Além disso, comentou sobre a distribuição de recursos para projetos de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (PD&I) no âmbito do Estado, detalhando o planejamento da FAPEMIG para 2023 em relação a chamadas e seus valores. "A FAPEMIG apresenta boas perspectivas orçamentárias para esse ano e, consequentemente, teremos novidades. Vamos migrar para um sistema mais robusto e moderno, o Evando Mirra, e lançar novas chamadas, como mulheres na ciência e mulheres inovadoras, redes de infraestrutura em pesquisa, melhoria da internacionalização das instituições, dentre outras".

Câmaras de Avaliação de Projetos
As Câmaras de Avaliação de Projetos da FAPEMIG são responsáveis por um trabalho fundamental à missão da Fundação de incentivo e fomento à pesquisa científica. Compostas por pesquisadores reconhecidos pela experiência profissional em suas áreas de atuação, as câmaras avaliam, ranqueiam e recomendam as propostas de pesquisa submetidas em chamadas e programas especiais da FAPEMIG. Os mandatos de seus membros têm a duração de dois anos, não coincidentes, com possibilidade de renovação por mais um ano.

Ao total, a FAPEMIG possui 11 Câmaras de Avaliação de Projetos permanentes, sendo duas Câmaras Transversais (do Programa de Capacitação de Recursos Humanos - PCRH e de Políticas Públicas) e nove Câmaras Temáticas: CAG (Agricultura), CVZ (Medicina Veterinária e Zootecnia), CBB (Ciências Biológicas e Biotecnologia), CDS (Ciências da Saúde), CEX (Ciências Exatas e dos Materiais), CRA (Recursos Naturais, Ciências e Tecnologias Ambientais), CSA (Ciências Sociais Aplicadas), CHE (Ciências Humanas, Sociais e Educação) e TEC (Arquitetura e Engenharias). Todas as Câmaras são subordinadas à DCTI e se reúnem ordinariamente entre março e novembro, podendo haver reuniões extraordinárias ao longo dos outros meses do ano para avaliações de projetos, relatórios de prestações de contas, chamadas e eventos.

Para saber mais informações sobre as Câmaras de Avaliação de Projetos e para acessar o calendário de reuniões clique aqui.