Chamada Jovens Doutores (17/22) terá aporte extra

Vanessa Fagundes - 19-05-2023
4181

A FAPEMIG anuncia o aporte extra de R$26 milhões para a chamada 17/2022 - Programa de Apoio à Fixação de Jovens Doutores no Brasil. A decisão, que segue orientação de seu Conselho Curador, irá beneficiar cerca de 150 projetos que haviam sido classificados como Prioridade 2 (P2) - proposta não priorizada frente à demanda qualificada. Ou seja, as propostas foram aprovadas, mas não foram contratados devido ao limite de recursos da chamada.

O novo aporte considerou a disponibilidade orçamentária e financeira da FAPEMIG – os recursos têm origem exclusiva do Tesouro Estadual, fora do contexto da parceria com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). Dessa forma, além do financiamento da contrapartida, a FAPEMIG também arcará com os valores das bolsas de pós-doutorado.

Clique aqui para acessar a lista de projetos P2. As contratações serão feitas de acordo com as maiores pontuações obtidas e a proporção de recursos financeiros cabível a cada Câmara de Avaliação de Projetos.


Nos próximos dias, a FAPEMIG enviará um e-mail aos coordenadores dos projetos contemplados para verificar se ainda há interesse em participar do Programa. Importante ressaltar que o bolsista pós-doc deverá ser o mesmo indicado na proposta submetida em 2022.

Excelência na pesquisa
O objetivo da chamada 17/2022 é apoiar projetos de pesquisa que visem a contribuir significativamente para o desenvolvimento científico, tecnológico e de inovação do Estado de Minas Gerais, induzindo a inclusão de jovens doutores em equipes de pesquisa por meio da concessão de bolsas e auxílio à pesquisa. Ao todo, foram submetidas à chamada 507 propostas de bolsas de pós-doutorado.