DISPOSITIVO SUBAQUÁTICO PARA REABILITAÇÃO DO MEMBRO INFERIOR

IDENTIFICADOR: 264 | DATA: 24-11-2020
2646

SETOR ECONÔMICO:

Biotecnologia 


PROBLEMA QUE SOLUCIONA:

Soluciona o problema de dificuldade de movimentação de membros inferiores por sequela de algum processo patológico, que vão desde lesões de ligamentos, meniscos ou músculos em membros inferiores até lesões mais sérias que comprometam os movimentos de membros inferiores como traumatismo craniano e Acidente vascular encefálico.


SOLUÇÃO APRESENTADA:

A presente invenção refere-se a um dispositivo de Movimentação Passiva Contínua (MPC), subaquático, para reabilitação do membro inferior humano. Isso proporciona melhora das condições musculares e articulares, permitindo ganho funcional, melhora na qualidade de vida e autoestima. 

A movimentação do dispositivo é realizada por meio da força do próprio usuário a partir de um mecanismo semelhante a um remador acoplado a estrutura de movimentação passiva contínua do membro inferior. Isto dá autonomia e independência para o usuário. 

Além disso é leve e prático e pode ser usado em casa, caso o paciente tenha uma piscina pequena (montável).


PRINCIPAIS VANTAGENS E BENEFÍCIOS:

O dispositivo facilita muito o processo de reabilitação. 

O paciente fica mais ativo no processo de reabilitação, o que facilita a adesão ao tratamento e melhora mais rápida.

O fisioterapeuta pode focar em corrigir os movimentos ao invés de ficar realizando o movimento passivo.

O equipamento pode ser adquirido pelo paciente, que pode fazer os exercícios em casa, sob monitoramento profissional, acelerando o processo de reabilitação.


ESTÁGIO DE DESENVOLVIMENTO DA TECNOLOGIA:

Submissão de patente.


TITULARES:

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA - UFU

UNIVERSIDADE FEDERAL DO TRIÂNGULO MINEIRO - UFTM


NÚMERO DO PROCESSO DO INPI:

BR 10 2020 008559 0


INFORMAÇÕES PARA CONTATO:

atendimento@intelecto.ufu.br

nit@uftm.edu.br


LINKS ÚTEIS:

Acesse o registro de pedido de patente na íntegra aqui.