Sistema de controle SREA para Beaglebone

IDENTIFICADOR: 436 | DATA: 17-08-2021
2857

SETOR ECONÔMICO:

Agronegócio


PROBLEMA QUE SOLUCIONA:

O conforto térmico na criação de gado leiteiro tem um impacto direto na produção e qualidade do leite, uma vez que os mecanismos de regulação da temperatura do animal, consomem energia, que poderia ser gasta na produção de leite. Há também mudanças no comportamento animal devido a desconfortos térmicos, tais como a redução do consumo alimentar e consequente redução na disponibilidade de nutrientes, o que pode levar à perda de peso devido a um balanço energético negativo. Estudos sobre o impacto do stress térmico na produção, relatam perdas que podem variar entre 17% e 31%, dependendo do nível de stress térmico e da genética do animal.

Em regiões climáticas tropicais e subtropicais, a radiação solar intensa, as altas temperaturas e a humidade relativa são a principal fonte de stress animal. O stress térmico pode ser mitigado, de preferência por modificações no ambiente que promovam a redução da temperatura, tais como o sombreamento e o favorecimento do fluxo de ar. Na proposta de modificação do ambiente, visando a redução do stress térmico, muitos produtores de leite têm utilizado sistemas de arrefecimento por evaporação adiabática (AECS). Estes sistemas utilizam ventiladores associados a aspersores de água e são instalados tanto em recintos de espera como em galpões de confinamento. A adopção deste sistema de controle climático nos ambientes leva à redução da temperatura corporal e do ar, aumento da produção de leite, redução do ritmo respiratório e da temperatura da pele. Há relatos de aumento na produção de cerca de 9,7% quando utilizam ventiladores associados a aspersores para melhorar as condições de conforto térmico.

Os AECS são geralmente controlados por temporizadores, pelo que não têm em conta as variáveis climáticas do ambiente. Isto faz com que o sistema seja acionado indiscriminadamente, resultando em custos desnecessários com eletricidade e água.


SOLUÇÃO APRESENTADA:

O software controla o acionamento dos sistemas de aspersão e ventilação para climatização do ambiente, com base na temperatura (ambiente ou temperatura de globo negro), umidade relativa e velocidade do vento. Realiza medição da temperatura cutânea dos animais, armazena e faz upload para a nuvem das informações de temperatura ambiente, temperatura de globo negro, umidade relativa, pressão atmosférica, velocidade do vento, temperatura cutânea e períodos em que os ventiladores e aspersores foram acionados.

 

PRINCIPAIS VANTAGENS E BENEFÍCIOS:

Melhoria nas condições de conforto térmico em regiões de clima quente;

Controle preciso do sistema de acionamento, levando em conta variáveis climáticas;

Economia de água e energia elétrica;

Acesso online as informações e configuração do sistema;

Calculo do consumo de água e energia utilizada pelo sistema;

As informações geradas servem de embasamento para tomadas de decisão a respeito do funcionamento do sistema.


POTENCIAIS E APLICAÇÕES:

Melhoria no conforto térmico de instalações como currais de espera, free stall, tie stall, galpões de crescimento, terminação, reprodução e gestação de suínos, etc;


ESTÁGIO DE DESENVOLVIMENTO:

Tecnologia já está desenvolvida e pronta para ser comercializada.


TITULARES:

UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA - UFV


NÚMERO DO PROCESSO DO INPI:

BR512019002003-0


INFORMAÇÕES PARA CONTATO:

cppi.interacao@ufv.br

 

LINKS ÚTEIS:

Acesse o registro do programa de computador na íntegra aqui.