NANOPARTÍCULAS MAGNÉTICAS COM DUPLO REVESTIMENTO

IDENTIFICADOR: 503 | DATA: 19-01-2022
2717

SETOR ECONÔMICO:

Fármacos


PROBLEMA QUE SOLUCIONA:

Aumento da eficiência de transfecção celular, da vetorização das nanopartículas com o uso do campo magnético para acumulação ativa, da redução da toxicidade por usar componentes biocompatíveis e da produção sem utilizar solventes orgânicos, protegendo o ambiente.


SOLUÇÃO APRESENTADA:

A invenção consiste em nanopartículas responsíveis ao campo magnético para a complexação, acumulação, transfecção e liberação controlada de moléculas bioativas, como ácidos nucléicos e poliãnions, de modo in vitro ou in vivo. Podem ser utilizadas pela indústria farmacêutica e de cosméticos visando a modulação de efeito biológico para aplicação em humanos e uso veterinário; serem utilizadas como insumo, como agente adjuvante de formulações e de produtos; bem como na ciência básica para transfecção celular in vitro, na pesquisa de vias metabólicas, rotas genéticas e outras.


PRINCIPAIS VANTAGENS E BENEFÍCIOS:

Permite a acumulação controlada em locais determinados, como tecidos doentes. As nanopartículas são construídas para terem liberação controlada do material a ser carreado no sítio alvo, toxicidade negligenciável, alta estabilidade coloidal e biológica e eficiência para o escalonamento de produção e aplicação clínica.


TITULARES:

Universidade Federal de Juiz de Fora - UFJF

Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC


NÚMERO DO PROCESSO DO INPI:

BR 10 2015 021451-0


INFORMAÇÕES PARA CONTATO:

pc.critt@ufjf.edu.br


LINKS ÚTEIS:

Acesse o pedido de patente de invenção na íntegra aqui.